83319688Não bastasse toda a literatura, o cinema e a mídia, agora é a medicina a nutrir o imaginário coletivo com o poder de sedução do latin lover. Um professor de endocrinologia da Universidade La Sapienza de Roma afirma que o que faz do amante italiano o melhor do mundo, é a cozinha mediterrânea.

Uma dieta baseada em massas, pães, frutas e verduras, não seria capaz apenas de prevenir doenças, mas pode fazer dos homens amantes perfeitos. A expressão usada na Itália é que, debaixo dos lençóis, pode-se engatar uma marcha a mais… Segundo o especialista, a dieta é ótima porque estimula os níveis de testosterona, aumentando a qualidade do status vascular. A explicação para isso seria o baixo teor de gorduras, responsável pela manutenção do estado bio-disponível do hormônio sexual masculino, o que garante melhores respostas em relação àqueles que não são tão cuidadosos nas refeições.

Felizmente, o médico italiano alertou que nada vale comer bem, se não há estímulo afetivo ou sensorial. Além disso, lembrou que até a impotência pode ter seu lado positivo pois, às vezes, funciona como alarme para outros problemas. A melhor coisa a fazer, além de investir em relacionamentos saudáveis, é ter a coragem de procurar ajuda médica para saber o que está acontecendo com o próprio corpo. Diante do maior medo, é preciso ter coragem para se submeter a uma investigação sobre as causas e as terapias necessárias.