80113394Após a revolução sexual, o que se poderia esperar é que todas as mulheres fossem mais felizes. Em tese, sexo não estaria necessariamente ligado ao amor nem à gravidez e, então, a vida deveria seguir seu curso com relações mais livres e responsáveis. A lógica não funcionou bem assim. Queimar sutiãs trouxe muitas possibilidades, mas parece que as dificuldades sexuais permanecem atemporais.

Embora se saiba que o desejo é a verdadeira essência dos seres humanos, o maior estudo realizado sobre os problemas sexuais femininos, publicado recentemente na revista médica Obstetrics&Gynecology, revelou que uma em cada dez mulheres já passou por uma fase de diminuição do desejo sexual, relacionado a angústias pessoais, condição catalogada como Transtorno de Desejo Sexual Hipoativo. Essa disfunção se caracteriza pela ausência de pensamentos e fantasias, além do desejo de ter atividades sexuais. A situação causa acentuado sofrimento ou dificuldade interpessoal e não tem relação com doenças ou uso de medicamentos.

O estudo avaliou 31 mil mulheres e 44.2% delas reportaram algum problema de ordem sexual. O desejo foi o mais comum, presente em 38.7% delas; pouca excitação (26.1%) e dificuldades com o orgasmo (20.5%), foram menos freqüentes. De todas as mulheres analisadas, 22.8% vivenciaram estresse relacionado à vida sexual.

A conclusão a que chegaram os especialistas é que a diminuição do desejo é o problema mais comum, afetando 10% das mulheres, o que corresponde ao dobro em relação à excitação (5.4%) e orgasmo (4.7%). Além disso, o problema do desejo aparece entre mulheres de todas as idades, sendo mais pronunciado na idade madura.

Talvez a solução venha da literatura: Madame de Stael diz que os homens desejam as mulheres; as mulheres desejam o desejo dos homens. Isso nos faz pensar. Num tempo onde cortejar não é pós-moderno, e onde nunca é fácil ter certeza se o que se vive é um, ou pode vir a ser um relacionamento, não causa espanto que, podendo viver uma vida sexual plena e livre, falte às mulheres aquilo que mais querem – o verdadeiro desejo de um homem.

* A respeito do assunto, convido-os a visitar um site interessante que conjugou o trabalho de dois apaixonados por informática e arte newmedia. Avaliando o desejo de homens e mulheres, através de uma pesquisa na rede, idealizaram um site onde é possível visualizar onde está o desejo de homens e mulheres. Os resultados são óbvios e belos. A vida é simples. Não compliquemos!

http://www.flashmap.com/

.